Motivação

Carrot dangling from a stickUm dos ingredientes mais valiosos em nossa vida, a motivação tem se tornado um “artigo de luxo” nos dias de hoje. Esta é uma crise que tem ficado visível aos olhos de muitos: a falta de sentido e de motivação para um grande número de pessoas em nossa sociedade.

Motivação quer dizer: motivo para a ação.  O que nos leva a fazer as coisas que temos que fazer todos os dias. O que nos faz levantar da cama de manhã… a tal da “cenourinha”!

Este motivo pode ser qualquer um, posso fazer algo: por amor ao próximo, por mim, pelos outros, por status, por conhecimento, por medo, por interesse pessoal, etc, etc, etc…os motivos podem ser tão diversos quanto o número de habitantes da face da terra.

A questão principal não é o quão honrado ou nobre são os seus motivos ou se eles são os motivos “certos”. O fundamental é descobrirmos qual é o MEU motivo, ou a minha motivação verdadeira, que está alinhada ao meu coração, que me faz vibrar, que me faz sentir confiante para realizar e enfrentar o que quer que eu tenha que enfrentar. É a chamada integridade interior.

Uma das maiores feridas da humanidade hoje é essa: a falta de integridade interior e consequentemente de motivação verdadeira! Fomos ensinados e condicionados a atender expectativas e motivos de outros, como as dos nossos pais ou da sociedade, por exemplo.  Ficamos tentando encaixar motivos que não são nossos em nossa vida e depois não entendemos por que estamos tão desmotivados.

Meu motivo para trocar de carro pode até ser ganhar status e fazer sucesso na rua perante a vizinhança. Aos olhos de muitos este pode não ser um motivo muito nobre, mas se ele for o MEU motivo e eu o aceitar plenamente, ótimo. Já é um grande avanço rumo a minha integridade interior e a minha motivação real! Aquela que vai me impulsionar a ganhar mais para que eu consiga trocar de carro, como neste exemplo.

Ficar enxergando o mundo com olhar desmotivado, ou com motivos errados, não por serem “errados”, mas por não serem os MEUS motivos verdadeiros e ficar reclamando que as coisas tinham que ser diferentes, não farão elas serem!

Transformar este cenário passa por encontrarmos motivos reais e trazer sentido começando pelas “pequenas” coisas do nosso dia-a-dia, como por exemplo se deslocar até o local de trabalho ou realizar uma tarefa doméstica… podemos colocar nossa presença nesses momentos e perceber que o motivo para elas terem valor ou não, sou eu quem dou. Posso trazer mais sentido para um trajeto até meu trabalho ouvindo uma boa música e desfrutando do percurso como um momento comigo mesmo. Ou realizar uma simples tarefa doméstica com tanta dedicação e amor que me faz sentir orgulhoso de mim.

O começo da transformação ocorre ao nos fazermos algumas perguntas: como fazer este momento ter mais sentido pra mim? Qual é o motivo que me faria mais feliz, mais alegre fazendo isto que estou fazendo?

Começar a trazer esta integridade para a nossa vida faz com que a motivação genuína comece a surgir e mesmo aquele trabalho que, à princípio, eu não gosto, comece a ganhar novos ares!

E a partir de encontrar este sentido e esta motivação nas pequenas coisas do dia-a-dia, vamos nos alinhando a nossa essência, a nossa verdade ao nosso coração e vamos naturalmente transformando nossa vida para que ela reflita plenamente nossos verdadeiros motivos e sentidos!

Transformando nossa energia nas pequenas ações, vamos possibilitando também que a transformação ocorra nos grandes setores da nossa vida e quando menos esperarmos o cenário terá mudado e estaremos vivendo nossa verdadeira missão de vida, aquela que nos realiza e traz um sentido mais profundo à nossa jornada.

E esta é realmente uma jornada que requer esforço, coragem, consciência e muito comprometimento para que possamos ser quem REALMENTE somos e para que possamos manifestar nosso verdadeiro propósito, nossa missão e nossa motivação genuína todos os dias de nossa vida!

Estamos todos nesta jornada!

Gratidão por sua presença aqui!

Com amor,

Rajany

 

 

Deixe um comentário